SwagBot – Cowboy do futuro

Sem perder o charme campesino, SwagBot, está prestes a transformar o gerenciamento de gado em uma atividade muito mais high tech.

A tecnologia foi desenvolvida para trabalhar as fazendas do interior Australiano. Além de enormes, muitas vezes são extremamente distantes de cidades. Como por exemplo, Suplejack Downs no Northern Territory é meio dia de viagem da primeira cidade e tem 4,000 quilômetros quadrados em tamanho.

SwagBot é capaz de monitorar gado (e, potencialmente, ovelhas) sozinho e navegar por terrenos acidentados com facilidade. Ajuda a guiar vacas até o pasto e para longe de perigos potenciais. Há apenas semanas que o Centro Australiano de Robótica começou testes, que deverão durar dois anos, com robôs autônomos para agricultura. SwagBot já impressionou nestes estágios iniciais, mostrando que é capaz de contornar obstáculos e trabalhar sem monitoramento constante.

Os videos abaixo demonstram que vacas respondem bem ao SwagBot, e o robô conseguem inclusive rebocar equipamentos pesados pela fazenda.

Planos para o SwagBot

De acordo com o professor Salah Sukkarieh da Universidade de Sydney, a equipe planeja incrementar o SwagBot com sensores para monitorar constantemente a qualidade dos campos (mais do que é feito por humanos hoje em dia). Com estes mesmos sensores, SwagBot será capaz de determinar se uma vaca está saudável ou machucada baseando-se na temperatura do animal ou na forma com que ele caminha. Tudo isso está em desenvolvimento e os algoritmos de monitoramento serão implementados nos próximos meses.

Ainda não está claro como fazendeiros irão controlar ou programar SwagBot caso ele tenha foco num modelo voltado ao consumidor final. Mas os limites da propriedade provavelmente serão definidos por coordenadas de GPS ou delimitadas em um mapa. É provável que sua interface seja via computador ou tablet permitindo com que fazendeiros definam as diretivas do SwagBot antes de colocá-lo em campo. No entanto, uma vez instruído não será necessário controlá-lo constantemente.

Provavelmente demorará anos antes que SwagBot esteja pronto para patrulhar a maioria das fazendas. Não será romântico como as noites em volta de uma fogueira com companheiros cowbóis, nem tão fiel como um cão pastor, mas certamente será de grande ajuda no Outback Australiano.

Assista os vídeos do teste

 

Fonte: Smithsonian Magazine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.